Carrinho

O Jumia, o maior mercado online em África, revela descobertas surpreendentes sobre as preferências dos consumidores africanos

Lagos, Nigéria: 26 de Novembro, 2014

O comércio eletrónica em África chegou. O Jumia, uma comunidade de compras online, reuniu uma lista dos produtos mais populares vendidos na sua plataforma. A infografia seguinte revela aquilo que os africanos estão a comprar online (em inglês).

Mapa Africano de Compras Online

O consumidor africano é fascinante, no sentido em que é simultaneamente atento às tendências, como também é otimista acerca da sua situação económica – num estudo conduzido pela McKinsey Africa, 84% das pessoas disseram que acreditam que a sua situação económica vai melhorar nos próximos dois anos. Além disso, espera-se que as indústrias, em África, focadas no consumidor, cresçam em mais de $400 bn até 2020.

O que é ainda mais interessante notar é que o consumidor africano tem sido negligenciado até agora e, portanto, representa uma grande oportunidade para vários tipos de negócios, especialmente o do comércio eletrónico. O Jumia, devido ao grande número de transações efetuadas na sua plataforma, tem acesso privilegiado a padrões de consumo em vários países africanos. De seguida, poderá ver algumas das descobertas mais interessantes que fizemos.

O produto com a menor probabilidade de ser comprado online no Jumia está no Ruanda, onde os produtos mais vendidos são refrigerantes. É deveras um produto incomum de ser comprado online, mas serve para mostrar que as pessoas em Ruanda provavelmente gostam da sua Bralirwa entregue à porta da sua casa.

No Gana, o artigo mais popular são carregadores de iPhone, o que reflete a paixão do país pela marca. Esta informação é incomparável porque nos dá uma ideia do rápido desenvolvimento da economia no Gana, graças à popularidade deste produto de luxo.

Os batons são os produtos mais vendidos em Angola, o que nos mostra que as mulheres angolanas estão atentas às áreas da Beleza e da Moda e que, muito provavelmente, gostam de ter variedade nas suas coleções de cosmética.

A melhor parte do Jumia é que as pessoas ainda o estão a descobrir, o que significa que ainda estão a chegar novos vendedores e compradores para contribuir para a diversidade de preferências da região. Mais do que um portal de comércio eletrónico, o Jumia é uma comunidade, assemelhando-se a um site personalizado – mais perto das pessoas que compram nele e também daquelas que vendem!