Carrinho

DJ Rocha - "O público moçambicano transmite sempre muito carinho"

24 de Agosto, 2015

Começaste muito novo, aos 17 anos. Para ti, qual foi em que decidiste que a música eletrónica era aquilo que querias fazer?

O momento da viragem foi quando comecei a frequentar alguns festivais de música eletrónica, onde vi a forma como transmitia uma energia incrível, dos DJs ao público. É isso que me motiva em tocar este género de música.


Consegues dizer-nos qual foi o disco que te fez enveredar pela música eletrónica?

O disco que mais me influenciou pela musica eletrónica foi o "Until One" dos Swedish House Mafia [grupo sueco constituído por três DJs e produtores]. As músicas do CD deixaram-me apaixonado pela musica eletrónica. O CD é muito bom e até hoje ouço as músicas deles.


E hoje em dia, quais são as tuas influências, a nível internacional?

As minhas influencias a nivel internacional são: Martin Garrix, Tiesto, Dimitri Vegas & Like Mike, Avicii, Hardwell e Afrojack.

DJ Rocha

Já atuaste em vários eventos em diferentes países africanos. Há algum momento do qual te recordes com mais carinho?

Há muitos momentos que me recordo, porque o público transmite sempre muito carinho e eu agradeço a todos por isso. Mas há sempre aqueles momentos que se destacam na carreira, um deles foi na província de Nampula, em 2013. Foi a minha primeira vez lá, fiz o meu set na discoteca e quando estava na hora de sair, o público só gritava o meu nome, a pedir para tocasse mais. Então voltei e toquei ate o sol raiar, porque ninguém queria ir embora.


Nasceste na África do Sul, mas vives atualmente em Moçambique. Vês alguma diferença, a nível dos bares, discotecas e do público?

Há diferenças, sim. A cultura do público é diferente, noto que em Moçambique se toca vários tipos de música numa só noite e o público é muito animado. Vê-se que gostam da noite e que frequentam festas até o dia seguinte, ao contrário do que acontece na África do Sul. Lá, as festas acabam mais cedo e nao tocam muitos estilos musicais numa só noite.


No ano passado, fundaste a editora Rocha Records. Era um projeto com o qual sonhavas?

Rocha Records foi um projeto que lançei quando vi que existiam poucas gravadoras de música eletrónica em Moçambique. Então avancei com o projeto e agora está a correr muito bem, já temos alguns DJs e produtores e também temos artistas internacionais a fazerem colaboraçoes com os nossos artistas.


O Jumia é o mercado online nº 1 em Moçambique, por isso sabemos que os nossos utilizadores estão desejosos por saber quais são os teus produtos essenciais de eletrónica?

No dia-a-dia, recomendo: auscultadores Beats By Dre Studio, iPhone 6 e Macbook Pro.


Deves ter uma grande variedade de equipamento, tanto em casa como no estúdio. Qual aconselharias aos iniciantes na música eletrónica?

Produtos Favoritos DJ Rocha

E à parte do equipamento, gostarias de dar algum conselho ou deixar alguma mensagem aos jovens artistas de Moçambique?

A prática leva à perfeição!


DJ Rocha

Rafael Rocha é um dos DJ's mais jovens e populares em Moçambique. Em 2011 iniciou a sua carreira de DJ na Cidade do Cabo, tendo regressado a Maputo em 2012, altura em que começou a tocar aos fins de semana em vários discotecas da cidade. Hoje em dia, está sempre pronto para fazer uma noite divertida e fazer o povo dançar.

Facebook DJ Rocha

Sobre o Jumia & Amigos

Jumia & Amigos é uma rubrica dedicada a bloggers de moda, músicos, personalidades moçambicanas e todos aqueles que partilham das mesmas paixões do Jumia Moçambique. Ver todos os artigos